Como Ganhar de R$ 100 a R$ 1000 por Dia com Licenciamento de Produtos Digitais

Como Ganhar de R$ 100 a R$ 1000 por Dia com Licenciamento de Produtos Digitais

Você quer aprender a ganhar de 100 a 1.000
reais por dia com vendas de produtos digitais?  Então, no vídeo de hoje, eu vou te mostrar
como que você pode ter esse resultado sem   precisar criar um produto e sem precisar
ser expert no assunto ou, até mesmo,   precisar aparecer publicamente.
Mas logo depois da vinheta! Olá, aqui é   o Rafael, o Nerd Rico, e o tema de hoje
é “licenciamento de produtos digitais”.  Licenciamento de produtos
digitais, definitivamente,   é a nova onda de negócio online no Brasil.
Em outros vídeos, eu já falei sobre alguns   tipos lucrativos de negócios na internet
e um deles é pouco conhecido no Brasil.  E, por isso, pode ser uma grande oportunidade
para você que está aí me ouvindo,   tá? Licenciamento de produtos digitais.
O que é um licenciamento de produtos digitais?  Bom, vamos começar do início: licenciamento é
quando você adquire direito sobre alguma coisa.  No cinema, por exemplo, na TV, é quando você
tem direito de exploração da imagem de algum   livro, roteiro original ou marcas,
jogadores, artistas ou corporações.  E normalmente você precisa pagar toda vez
que você explora essa licença comercialmente.  No mundo digital, existe uma versão
interessante desse negócio que são   licenças de produtos prontos, que você paga uma
vez e tem direito de revendê-lo e ficar com 100%   do lucro e explorar pra sempre aquela marca.
E o melhor, se tratando de um produto 100%   digital e não físico né, muitas das vezes
você ainda recebe no pacote da licença   todo o material de marketing pronto pra uso.
Esse é justamente o mercado de licenciamento   de produtos digitais, ou seja, pra montar o seu
negócio nesse mercado você não precisa criar um   produto e nem ficar perdendo tempo criando
copy de venda, sequência de e-mails, páginas   de captura, estudando dores e desejos de persona.
Já está tudo pronto pra você, mas calma que nem   tudo são flores, calma ta, normalmente esses
produtos estão em inglês e você não vai poder   simplesmente copiar e colar pra ganhar dinheiro.
Será preciso então buscar um cara que   adapte e traduza esse material pra
você começar a vender aqui no Brasil.  Mas convenhamos, é muito mais fácil
e rápido adaptar algo prontinho do   que levar meses e meses criando tudo do
zero né? Como normalmente nós fazemos.  E já falei de como é fácil nos dias de
hoje você licenciar um produto digital   100% pronto e com o marketing todo criado pra
você, basta comprar a licença e pôr pra rodar.  Agora eu quero te mostrar como é fácil
você fazer a adaptação desse produto,   mesmo que ele esteja todo em inglês e você
só saiba falar “the book is on the table” tá?  E mesmo pra quem domina o inglês, eu não
acho que vale a pena perder o seu tempo   pra traduzir tudo sozinho, você agora é um
investidor e precisa pensar como um, deve   ocupar o seu tempo pensando em estratégias
ou pesquisando novos investimentos e não   fazendo coisas operacionais que qualquer
outra pessoa poderia fazer em seu lugar.  E a minha dica pra que você consiga ótimos
tradutores pra seus próximos produtos digitais,   são os sites de freelancers, esses
sites são meus queridinhos. Adoro!   Uso pra arrumar programadores,
designers, copywriters e etc.  Vou te indicar 3 excelentes sites pra você
pesquisar por tradutores, mas antes deixa eu   te dar algumas dicas o que você deve estar
atento pra não contratar gato por lebre.  E aqui vão 3 dicas pra você encontrar
o freelancer ideal pra você.  Primeiro: Evite contratar usuários novos.
Normalmente esses caras tem o melhor preço   justamente pra poder conseguir clientes rápido
e montar portfólio e bons depoimentos, mas é um   risco, você não tem como saber se o cara é bom
mesmo ou um cara que faz um trabalho duvidoso.  Dois: Olhe sempre o seu portfólio. O cara
poder ser muito bom pra uma coisa, mas não   ser muito bom em outra e isso você consegue
identificar olhando o seu portfólio no site.   Exemplo: você busca um tradutor de inglês pra
português, para traduzir um curso de culinária,   aí você encontra um cara com um grande portfólio,
mas tudo o que ele fez até agora foi traduzir   trabalhos acadêmicos, nunca pegou um trabalho
que exigia adaptação pra um outro tipo de cultura,   como, por exemplo, a tradução de um livro
de finanças ou auto-ajuda e por aí vai.  Três: Olhe sempre suas qualificações.
Sempre escolha tradutores com, no mínimo,   10 trabalhos realizados e com pontuação acima
de 90% de satisfação, pois assim você garante   que ele é um cara bom e responsável.
Ok, agora vou te indicar 4 sites que   eu uso particularmente e sempre
encontro ótimos profissionais.  O primeiro é o FIVERR. O Fiverr ele tem esse
nome porque a maior parte dos trabalhos são   oferecidos por 5 dólares, então vai
ter trabalhos mais caros obviamente,   mas você encontra a base então já tem uma ideia
de quanto pode custar o serviço pra você, ta bom? Todos eles têm a mesma estrutura então vou citar
aqui o Fiver, Freelancer, Workana e 20 pila.  Todos esses sites são excelentes e gratuitos,
acho que não falei isso e ele só vai cobrar   um percentual quando você contratar alguém.
E pra saber mais sobre esse mundo do licenciamento   e como que os pioneiros desse mercado no Brasil
já estão faturando de 100 a 1.000 reais por dia,   com esse método dá uma olhadinha
no programa Digital Sem Barreiras   do Romualdo Cronemberg e da Cris Franklin.
Você já deve ter visto alguma coisa sobre   eles. O link ta logo aqui em baixo na descrição
e geralmente abre workshop pra explicar melhor   como é que funciona isso.
E se você curtiu esse vídeo,   deixa um like, se inscreve no meu canal e
compartilhe com mais pessoas, ta bom? NR   adora quando você compartilha e comenta também
que eu gosto de ler o que você está pensando   sobre os meus vídeos ta? Comenta cara, aqui
embaixo, quero saber o que você ta pensando.  Até o próximo vídeo e que a
Força Nerd esteja com você.

Para mais informações sobre licenciamento de produtos digitais, participe do evento gratuito Digital Sem Fronteiras. Saiba mais aqui

Rafael Cruz